sábado, 29 de março de 2008

Campolargo

Acabei inevitavelmente por voltar aos vinhos da Casa Campolargo, para mais umas dissertações sobre alguns deles:


Calda Bordaleza 2005
Produtor - Manuel dos Santos Campolargo
Região - Bairrada
Grau - 13,5% vol
Preço - A partir de 24€
Feito a partir da conjunção de castas usuais no Médoc, em Bordéus, Merlot, Cabernet Sauvignon e Petit Verdot, este vinho estagiou em barricas novas de carvalho francês por 13 meses.
Opaco na cor.
Tal como na cor, este vinho começa com uma fruta muito densa e muito madura que se encontram aliadas a notas vegetais, cacau e café. Este vinho apresenta uma desenvoltura de aromas enorme, aguentando largo tempo no copo com a mesma linha aromática.
Muito bem na boca. Um vinho com profundidade e com corpo a que se complementam boas notas de barrica que se apresentam perfeitamente integradas durante toda a prova de boca.Termina com um final muito longo e bem saboroso.
Não consigo esconder uma certa predilecção por este vinho, não pela sua invocação a Médoc, mas pela sua energia e pela sua excelente vertente gastronómica.
Nota 17,5


Campolargo 2004
Produtor - Manuel dos Santos Campolargo
Região - Bairrada

Grau - 14% vol

Preço - A partir de 15€
Feito a partir da casta Pinot Noir, vindimada a 16 de Agosto, estagiou em madeira usada.
Como panóplia dos vinhos desta casta, apresentou uma cor bem aberta.
Aroma muito amplo e rico. Inicia com notas de frutos silvestres, algumas notas caramelizadas, depois passa para uma componente mentolada e termina com intensidade de notas de especiarias, às quais se associam finalmente algumas notas de barrica. Tudo muito em finesse, tudo muito elegante.
Na boca a "pauta" mantém-se pelo mesmo ritmo. Elegância, classe e delicadeza. Um vinho pouco encorpado, mas muito fértil em emoção. Termina longo e com subtilezas.
Aqui está um vinho que poderá fugir ao nossos parâmetros usuais e que por ai poderá perder alguns adeptos. Começa logo na cor. No entanto este vinho r
eserva, aos mais audazes, uma série de surpresas. Elegância qb, complexidade (basta saber esperar e "espreitar" de vez em quando ao copo) e uma classe notável. Do melhor que se faz, com esta casta, por cá.
Nota 17




Rol de Coisas Antigas 2005
Produtor - Manuel dos Santos Campolargo
Região - Bairrada

Grau - 13,5% vol

Preço - A partir de 10€
Este Rol de Coisas Antigas, é nada mais nada menos que uma selecção do que antigamente, muito antigamente, existia bem disseminado na região.
Feito a partir das castas Touriga Nacional, Alfrocheiro, Sousão, Tinta Pinheira, Bastardo, Alicante e Baga. A fermentação deu-se em pequenos lagares de granito, com tudo em conjunto, e depois o vinho e
stagiou por 10 meses em barricas de carvalho.
Quase opaco na cor.
Dos aromas mais particulares que tive oportunidade de sentir. Uma mão cheia de emoções são desvendadas de imediato com notas de fruto, muita especiaria com destaque para o cravinho, ligeiras notas licoradas e ainda notas florais. Tudo isto a alternar de minuto a minuto, durante uma noite inteira. Um aroma "camaleão".
Na boca alguma rusticidade volta a surpreender e a dar ânimo à prova. Tudo muito bem integrado e equilibrado.Termina com intensa e notável persistência.
Um hino à singularidade. Numa altura em que tudo se parece standarizar, este vinho aparece como uma lufada de ar fresco, para aqueles que procuram em cada garrafa um rol de sensações singulares. Muito bom e muito bem. A não perder
Nota 17


Campolargo Espumante Bruto Rosé 2006
Produtor - Manuel dos Santos Campolargo
Região - Bairrada

Grau - 13,5% vol
Preço - A partir de 10€
Feito a partir da casta Pinot Noir.
Vermelho vivo na cor, e com bolha fina e persistente.
Aroma muito exuberante com notas de morango, framboesa que são apoiadas por interessantes notas florais.
Na boca apresenta estrutura, boa acidez como garante de alguma frescura e final de boa persistência.
Mais um espumante que se apresenta na senda dos bons espumantes da Bairrada. Uma boa solução para acompanhar uma refeição bem como uma sobremesa.
Nota 15,5


Entre II Santos branco 2006
Produtor - Manuel dos Santos Campolargo
Região - Bairrada

Grau - 13,5% vol
Preço - A partir de 3€
Feito a partir das Castas Sauvignon Blanc (90%) e Chardonnay (10%), este vinho apenas em uma pequena parte (penso que no Chardonnay) teve estágio em barricas.
Cor citrina.
Aroma fresco de citrinos e vegetal. Á medida que a temperatura sobe, tenderá em mostrar o resultado do tal pequeno estágio em madeira, conferindo uma ligeira sensação tostada.
Na boca tem bom volume e boa frescura. Termina com final mediano mas saboroso.
Um branco de entrada de gama que se admite como sendo um branco de dia a dia. Penso que poderá ter o seu auge na altura do Verão.
Nota 14,5

0 comentários:

Blogues Recomendados

Blogues Recomendados

  • Prova - *Solstício. 2 Barricas (t) 2010* Diga-se desde já que conhecemos bem o homem por detrás deste vinho - isto é uma declaração de interesses (apesar de todo o...

Arquivo do blogue

  © Blogger template 'External' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP