domingo, 11 de outubro de 2009

Obsessão

Começou por ter o nome provável de Garrafeira, mas acabou por ser Obsessão. A equipa da Altas Quintas, lança agora um vinho muito especial, da colheita de 2004, um vinho que se pretende que seja o topo de gama da casa, apenas feito em anos considerados superiores.



Altas Quintas Obsessão 2004
Produtor - Altas Quintas
Região - Alentejo
Grau - 14% vol
Preço - A partir dos 48€
Feito a partir das castas Alicante Bouschet e Trincadeira, este vinho estagiou em barricas novas de carvalho francês, por 22 meses, sendo a meio de 2006 engarrafado e prepara-se agora para ser lançado.
Opaco na cor. Apresenta de inicio sugestões de fruto maduro, bacon e apontamentos minerais. O Aroma mostra profundidade e densidade. Curiosa a frescura e as notas de barrica que ainda vão aparecendo.
Na boca mostra-se um vinho muito cheio, encorpado e novamente profundo. Na boca mostra-se mais e potente, mas sem na minha opinião cair num exagero. Achei o vinho bastante equilibrado. O corpo do vinho sustenta quer a acidez proeminente e quer os taninos abundantes mas finos. O final é seco e longo. Um vinho muito sério.
Prepara-se agora para ser lançado após mais de 3 anos de estágio em garrafa. O vinho obviamente que ganhou com isso, e penso que esteja numa boa altura para ser bebido, apesar da juventude mostrada. Recomenda-se comida por perto, pois este vinho, no meu entender, não serve para se beber a solo.
Nota 17,5

4 comentários:

Raul e Joel Carvalho segunda-feira, outubro 12, 2009 12:55:00 da manhã  

Este tipo de vinhos é que dá gosto de ver e provar. Ainda existem produtores que têm a coragem de deixar evoluir a seu tempo, anos e anos, nas garrafeiras das adegas os vinhos, que só depois são lançados no mercado. A maioria dos produtores querem é colocar os vinhos no mercado, bons ou maus, o que interessa é vender. Tsss

Um abraço

Pumadas segunda-feira, outubro 12, 2009 8:10:00 da manhã  

Concordo. É precisa uma boa dose de coragem e sobretudo sanidade financeira para deixar um vinho por vender, durante cerca de 5 anos. O que é certo é que foi uma excelente aposta, pois o vinho está fantástico e na minha opinião, vai ficar ainda melhor do que está.

Abílio Neto segunda-feira, outubro 12, 2009 9:12:00 da manhã  

Raios, finalmente um produtor novo no Alentejo a marcar estilo. Que outros sigam o exemplo. Quer-se mais vinhos sem pressa de ser abertos. Que a saúde financeira lhes permita seguir neste caminho!

Copo de 3 terça-feira, outubro 13, 2009 2:41:00 da manhã  

O preço que se pede agora, é grande parte para pagar todo este tempo de estadia na adega.

Curiosamente enquanto alguns 2004 se começam a desmoronar, eis que outros apenas agora entram no mercado... dá que pensar.

Blogues Recomendados

  • Since 24 de Abril de 2006 - A liberdade permite-nos dizer tudo ou nada. A liberdade permite-nos dizer o que nos vai na alma, correr riscos, gritar, vociferar, chorar, rir, brincar. La...
  • Boina 2015 - Uma estreia de um novo produtor oriundo do Douro a partir de duas vinhas velhas, uma perto da Régua e outra no extremo norte da região. Nomes como Tourig...

Blogues Recomendados

  • Prova - *Solstício. 2 Barricas (t) 2010* Diga-se desde já que conhecemos bem o homem por detrás deste vinho - isto é uma declaração de interesses (apesar de todo o...

Arquivo do blogue

  © Blogger template 'External' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP