domingo, 15 de junho de 2008

Dia 3 (19 de Maio) - Parte 3 de 3

Saídos de uma grande prova em Pinhanços, era a vez da Quinta dos Roque mostrar todo o seu trabalho:

Brancos

Quinta dos Roques 2007
Aromático. Notas de fruto branco e citrinos. Bom equilíbrio na boca.

Quinta dos Maias Malvasia-Fina 2007
Citrino no aroma, com notas de alguma fruta branca e algum vegetal.
Boca com ligeiro amargor no final. Equilibrado

Quinta dos Roques Encruzado 2007
Ainda algo fechado no aroma.
Boca fresca com notas de barrica muito bem integradas. Bela acidez. Belo Encruzado


Quinta dos Roques Encruzado 2005

Aroma com notas de mel, ligeira oxidação, algumas notas tropicais e ligeiro vegetal.
Boca cheia e untuosa. Bela acidez. Muito bem


Tintos

Quinta dos Roques 2005
Aroma floral e de fruto maduro. Boca com boa intensidade e taninos. Equilibrado

Quinta das Maias Jaen 2005
Aroma de fruto silvestre, alguma sensação de doçura.
Boca com boa estrutura e acidez. Bom vinho

Quinta das Maias Jaen 2003
Aroma rico e algo exótico. Notas de fruto maduro e de algum côco.
Redondo na boca e com final longo

Quinta das Maias Jaen 1997
Novamente alguma doçura no aroma. Notas de caramelo, alguma fruta e algum côco.
Boca com bom equilíbrio, redonda e final longo.

Quinta dos Roques Alfrocheiro Preto 1997
Aroma algo oxidado. Notas de caramelo muito evidentes.
Boca redonda já com taninos domados.

Quinta dos Roques Alfrocheiro Preto 2003
Aromas de fruto maduro e notas especiadas.
Boca de boa estrutura e potência

Quinta dos Roques Tinto Cão 2003
Aroma de média intensidade com notas de fruto e especiaria.
Boca muito jovem, cheia de tanino e de boa acidez.

Quinta dos Roques Touriga Nacional 1996
Aroma de grande intensidade, com notas de fruto, torrefacção, sugestões confitadas e notas mentoladas.
Muito intenso na boca com bela estrutura, denso e com taninos ainda bem presentes. Muito Saboroso

Quinta dos Roques Touriga Nacional 2003
Grande exuberância ainda. Flores, fruto e algum vegetal.
Boca ainda muito jovem com grande dose de tanino e acidez. Denota frescura este conjunto. Belo vinho

Quinta dos Roques Touriga Nacional 2005
Muito floral e muito fruto maduro. Intensidade e exuberância.
Jovem na boca. Ainda um "Bebé"

Quinta dos Roques Tinto Cão 2003
Aroma de média intensidade com notas de fruto e especiaria.
Boca muito jovem, cheia de tanino e de boa acidez.

Quinta dos Roques Reserva 2005
Algo fechado no aroma. Com algum arejamento renascem as notas florais, notas de fruto maduro, tudo em grande intensidade e equilíbrio.
Boca muito jovem e muito concentrada. Grande vinho

Quinta dos Roques Reserva 2003
Com o mesmo perfil do vinho anterior, parece ser um vinho mais duro.
Pareceu-me ainda estar algo longe do equilíbrio mas penso que lá chegará. É ainda muito jovem.


Quinta das Maias Garrafeira 2003
Aroma de fruto maduro associado a notas de barrica muito presentes ainda.
Boca muitíssimo jovem em todos os aspectos mas com uma curiosa frescura. Um vinho de paciência.

Flor das Maias 2005
Aromas de fruto maduro, muitas notas florais e notas mentoladas.
Boca jovem e com taninos ainda muito presentes no final mas que não prejudicam de certa forma o conjunto. Bom vinho


Na Quinta dos Roques estivemos perante uma bela prova que nos foi apresentada pela alma desta Quinta, o Engº Luís Lourenço. Com uma gama alargada, onde se contam vários varietais e vinhos de lote, podemos encontrar vinhos em todos os patamares de preços sendo que a qualidade, essa, está garantida. Produz vinhos com uma definição muito própria, que jogam mais pelo lado da sobriedade e complexidade do que pelo lado da exuberância. Ainda que concorde que os varietais tragam uma mais valia ao portefólio, são na minha opinião os vinhos loteados que mais denotam esforço e qualidade.


Nota - Nesta visita, e na do Álvaro Castro, a conversa era tão boa e interessante que sinceramente não me lembrei mesmo de tirar uma foto que fosse. As minhas desculpas.

0 comentários:

Blogues Recomendados

  • Podem festejar! - Para balanço! Vai fechar para arrumações, para fazer o inventário e limpar os cacos que se espalharam num ápice. Há que voltar a colá-los, se conseguir. ...
  • Quinta da Bica Vinhas Velhas 2007 - Só produzido em anos especiais, este *Quinta da Bica Vinhas Velhas* nasce de uma vinha com cerca de 50 anos com várias castas misturadas, onde se destaca...

Blogues Recomendados

  • Prova - *Solstício. 2 Barricas (t) 2010* Diga-se desde já que conhecemos bem o homem por detrás deste vinho - isto é uma declaração de interesses (apesar de todo o...

Arquivo do blogue

  © Blogger template 'External' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP