quarta-feira, 16 de abril de 2008

Quinta das Marias - Brancos e Rosé 2007

Numa altura em que os primeiros vinhos brancos de 2007 começam a aparecer no mercado, estamos na possibilidade de começar a avaliar um pouco por todas a regiões os primeiros resultados de uma colheita que tem dado muito que falar. A Quinta das Marias lança agora os seus primeiros 2007. Dois brancos e a novidade, um Rosé:



Quinta das Marias Encruzado "Barricas" 2007
Produtor - Quinta das Marias
Região - Dão
Grau - 13,5% vol
Preço - A partir de 10€
Feito exclusivamente a partir da casta Encruzado, este vinho fermentou em ba
rricas de carvalho francês.
Cor palha com nuances esverdeadas
S
ão os aromas de hortelã e menta que dominam todo o primeiro impacto. A fruta exótica, ainda algo escondida, teima em aparecer e só com algum arejamento mostra um ar de sua graça. Este conjunto é também mais tarde complementado com algumas notas de barrica e sugestões anisadas.
Na boca está muitíssimo bem. Cheio e fresco, este vinho é dono de uma acidez e persistência final invejáveis.
Novamente em bom plano o "Barricas" da Quinta das Marias. É ainda muito jovem e quando "amainar" todo este ímpeto aromático, tornar-se-á num caso sério. Dêem-lhe tempo.
Nota 16,5


Quinta das Marias Encruzado 2007
Produtor - Quinta das Marias
Região - Dão
Grau - 14% vol
Preço - A partir de 8€

Feito exclusivamente a partir da casta Encruzado.
Cor palha com nuances esverdeadas.
Bem mais exuberante que o seu "parceiro", este vinho mantêm o mesmo perfil aromático da hortelã e da menta, no entanto a fruta tropical está mais presente. Existe ainda mais fruta neste conjunto mas para já encontra-se algo tapada.
Na boca está bem. É fresco que baste, apesar dos seus 14 graus, e termina com uma boa acidez e persistência média.
Nada como se começar a preparar os vinhos que vamos escolher para o verão. Este, um bom exemplar para essa época, ainda precisa de mais algum tempo e tenderá a melhorar.
Nota 15



Quinta das Marias Rosé 2007
Produtor - Quinta das Marias
Região - Dão
Grau - 13,5% vol
Preço - A partir de 5€
Feito exclusivamente da casta Jaen, este vinho apenas teve contacto com inox.
Cor rosa vivo.
Exuberante, é a fruta franca e sem rodeios que domina este conjunto. São os morangos e as framboesas, com umas sugestões indeléveis de algum xarope.
Na boca é extremamente fresco e com uma certa leveza de conjunto. Tem um final saboroso e de alguma intensidade.
Uma estreia para a Quinta das Marias, e logo com um Rosé de bom gabarito. Mais uma boa selecção para este verão, e a julgar pelo que aconteceu no ano passado com os brancos, convém "marcar lugar".
Nota 14,5

0 comentários:

Blogues Recomendados

  • Carvalhas branco 2015 - Oriundo da mítica *Quinta das Carvalhas* (Real Companhia Velha) em pleno *Douro* e ali bem perto do Pinhão, este branco afirma-se a cada colheita (nasceu ...
  • Podem festejar! - Para balanço! Vai fechar para arrumações, para fazer o inventário e limpar os cacos que se espalharam num ápice. Há que voltar a colá-los, se conseguir. ...

Blogues Recomendados

  • Prova - *Solstício. 2 Barricas (t) 2010* Diga-se desde já que conhecemos bem o homem por detrás deste vinho - isto é uma declaração de interesses (apesar de todo o...

Arquivo do blogue

  © Blogger template 'External' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP